Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Filosofia no Ensino Secundário

Novidades editoriais de interesse para estudantes e professores de Filosofia.

A Filosofia no Ensino Secundário

Novidades editoriais de interesse para estudantes e professores de Filosofia.

Ciência do dia-a-dia

Imagine-se um livro que explica alguma ciência a partir do nosso dia-a-dia? Surpreendente? Talvez não se pensarmos que toda a nossa vida está impregnada de ciência, mais que não seja, pelos seus resultados, desde o micro ondas até ao leitor de mp3 e o computador onde escrevo este texto. Mas a ciência está ainda mais infectada na vida contemporânea. A ciência é a cultura humana em amplo sentido. Por essa via, conhecer um pouco de ciência é também conhecer mais um pouco a vida humana e o mundo que habitamos.
Rolando Almeida
O que Nuno Crato propõe neste seu mais recente livro é uma viagem que não vai da ciência ao mundo, mas vai do próprio mundo à ciência. Afinal, desde a luz que ligamos quando chegamos a casa, até ao telemóvel, tudo é cultura científica. Mas descanse o leitor. Não pense que se vai tornar cientista só porque tem um telemóvel. Não é disso que se trata. Trata-se, antes, de mostrar o quanto a ciência nos é próxima, mesmo que, por falta de conhecimento, não nos apercebamos de tal. Muitas das explicações dadas por Nuno Crato neste livro fazem-me pensar em Cosmos de Carl Sagan, esse grande mestre da divulgação científica e que não me canso de referir. Passeio aleatório pela ciência do dia-a-dia, é uma colecção – boa q.b. – de crónicas que o autor escreveu para o semanário Expresso e que são aqui melhoradas e compiladas neste volume da Ciência Aberta da Gradiva. É um livro de leitura muito acessível (por vezes é espantoso como somos capazes de compreender alguma coisa de ciência) e que nos desperta a curiosidade porque nos dá um pequeno abanão. E, como dizia Kafka, se “ao lermos um livro se ele não nos abrir a cabeça com um murro, para quê lê-lo?”. Este género de obras dão razão a Kafka: deixam-nos a pensar. E deixam-nos a pensar com o modo mais precioso que temos para compreender o mundo, a ciência. É uma boa prenda de final de ano e um exemplo que deveria ser tomado por outros professores universitários, para deixar a ciência onde ela também deve estar, nas bocas do mundo, no interesse generalizado das pessoas. E na filosofia, não há nenhum investigador capaz de escrever uma coisa assim? Só teríamos todos a ganhar. E muito.
Nuno Crato, Passeio aleatório, pela ciência do dia-a-dia, Gradiva, Ciência Aberta, 2007


Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blog de divulgação da filosofia e do seu ensino no sistema de ensino português. O blog pretende constituir uma pequena introdução à filosofia e aos seus problemas, divulgando livros e iniciativas relacionadas com a filosofia e recorrendo a uma linguagem pouco técnica, simples e despretensiosa mas rigorosa.

Arquivo

  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2008
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2007
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2006
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D