Sábado, 26 de Julho de 2008

Por que razão comemos galinhas e vacas e não nos comemos uns aos outros?

Digitalizar0001 Peter Singer é dos filósofos da actualidade que mais se parece com Sócrates na antiguidade. E muita boa gente, incluindo, pasme-se, filósofos (maus, é claro) gostariam de condenar Singer ao veneno da cicuta. Mesmo que muito contestado foi-lhe atribuída a cátedra de bioética em Princeton, uma das melhores universidades norte americanas. Singer é interventivo q.b.. Tenho andado na leitura desta obra escrita em parceria com Jim Mason e que procura explorar argumentos que mostrem que as nossas escolhas alimentares no que comemos tem fortes implicações éticas. Aliás este é um trabalho que Singer vem desenvolvendo desde Animal Liberation. Ame-se ou odeie-se Singer é dos filósofos que actualmente mais nos deixa a pensar os argumentos éticos sobre questões tão centrais como o aborto, eutanásia ou direitos morais dos animais não humanos. Nesta obra, Como comemos, os autores partem de estudos empíricos para seguir com uma argumentação consistente sobre a ética na forma como nos alimentamos hoje em dia. Grande parte do paladar sentido no prato é dependente de maus tratos e exploração da vida animal, com consequências a maior ou menor prazo para o ambiente, saúde e, a curtíssimo prazo, para a vida dos animais. Grande parte da obra (são quase 400 páginas) trata da exploração dos estudos de campo levados a efeito para a sua concepção.

Rolando Almeida

Ver mais... )
publicado por rolandoa às 15:46

link do post | favorito
Quarta-feira, 23 de Julho de 2008

Divulgação

Sem título

publicado por rolandoa às 21:47

link do post | favorito
Domingo, 20 de Julho de 2008

Singer outra vez na D Quixote

   Acaba de ser publicado o Como comemos, a obra que Peter Singer publicou em parceria com Jim Mason. Ainda não comprei o livro e obtive a informação, por acaso, numa livraria, na prateleira da sociologia mais uma vez fruto de uma concepção errada do que é o trabalho dos filósofos. Mais tarde dar-me-ei conta aqui desta obra. Até lá fica a divulgação.

publicado por rolandoa às 18:20

link do post | favorito
Sexta-feira, 18 de Julho de 2008

Ideias e Temas - revista da Escola Secundária de Miraflores

Digitalizar0001 (2) Chegou-me esta semana a revista da Escola Secundária de Miraflores, a escola onde iniciei a minha actividade docente como estagiário. Da responsabilidade de Miguel Antunes, este número 5 de 2008 tem uma apresentação profissional o que até lhe dá um ar invulgar para uma revista de escola. Nela se investe em artigos de reflexão escritos por professores da escola, com uma forte participação dos professores de filosofia e pequenos ensaios de alunos. A revista tem uma imagem muito saudável ao fazer conviver pacificamente o trabalho dos professores com os dos alunos. Mas o traço mais significativo é que os professores dão uma lição muito capaz de mostrar aos seus alunos como trabalham, exibindo os seus escritos. A revista é o resultado de um laboratório de ideias e pensamento que uma escola deve ser. O melhor para obter a revista será contactar directamente a Direcção da Escola. Uma nota final de parabéns pois a revista foge ao lugar comum de infantilizar o trabalho dos nossos alunos e oferece um espaço profissional e responsável dando o bom exemplo. Aqui temos um bom exemplo a seguir. Esta é a melor maneira de combater o facilitismo em que de dia para dia vemos cair o nosso sistema educativo. É com trabalho efectivo que melhoramos o desempenho de todos nas nossas escolas. Parabéns pela revista, a alunos e professores e ao seu director.

publicado por rolandoa às 17:15

link do post | favorito
Quarta-feira, 16 de Julho de 2008

Seinfeld e a filosofia em português

80_1 Confesso que nunca vi a série Seinfield, mas já li vários livros editados por William Irwin. E é com agradável supresa que me deparo com esta edição da Estrela Polar, a filosofia segundo seinfeld. Descobri o livro na internet pelo que ainda não lhe peguei, mas dar-me-ei conta dele noutra ocasião. Clicar na imagem para mais informações.

publicado por rolandoa às 15:31

link do post | favorito
Terça-feira, 15 de Julho de 2008

A prática da ética

Digitalizar0001 O livro de ética de Anthony Weston, traduzido entre nós e publicado pela Esquilo, é uma obra semi esquecida, mas que vale a pena pegar por várias razões. A principal é que se trata de uma prática introdução ao mundo da ética, não tanto no tratamento directo dos problemas desta área da filosofia, mas nas explicações dadas quanto ao modo como é que filosoficamente se trata a ética. No fundo trata-se de um pequeno manual de como se pensar a ética filosoficamente, de modo consequente. O autor já nos tinha surpreendido com o modo prático e claro das suas explicações em A Arte de Argumentar, um dos volumes da colecção Filosofia Aberta da Gradiva. Neste pequeno manual a linha é a mesma: a quem quer que se disponha a pensar os problemas da ética, o primeiro passo pode perfeitamente ser dado com este pequeno livro sem atropelos futuros. O que aqui temos é um manual de argumentação bem ao estilo de A Arte de Argumentar, mas direccionado para a ética, com exemplos práticos e modelos para inclusive redigir um ensaio sobre os problemas éticos. Uma nota final ao editor: é saudável a edição de obras contemporâneas de filosofia e destinadas a esclarecer o público geral mais curioso, com efeito a Esquilo é uma editora muito direccionada para obras de esoterismo que nenhuma relação possuem com a filosofia, apesar das confusões existentes.

Anthony Weston, ética para o dia a dia, Esquilo, 2002, Trad. Susana Pouson e António Carlos

publicado por rolandoa às 00:37

link do post | favorito
Quinta-feira, 10 de Julho de 2008

Como será a capa da nossa edição?

Dutch cover German cover Sweden UK-AP-jacket-small US-AP-jacket-front-small

publicado por rolandoa às 02:15

link do post | favorito
Quarta-feira, 9 de Julho de 2008

Novidades da Filosofia Aberta

Já aqui me tinha dado conta em tempos do site Ask Philosophers. Na altura desafiei os académicos portugueses a algo semelhante, ao mesmo tempo que poderiam publicar as suas investigações com títulos de 2 kilómetros e que ninguém compra. Deixo as análises para mais tarde, pois acabei de receber esta notícia da newsletter da Gradiva. Sai agora em Julho!

Alexander George (org.)
Que Diria Sócrates?
Filosofia viva! Filósofos do mundialmente famoso sítio da net
AskPhilosophers respondem a perguntas sobre o amor, o nada e tudo o resto. Para todos, e em especial para os professores de Filosofia, que nele encontrarão um manancial de exemplos de muitos dos problemas filosóficos discutidos nas suas aulas.
«Filosofia Aberta», n.º 18, 320 pp., € 18,00

publicado por rolandoa às 18:53

link do post | favorito
Segunda-feira, 7 de Julho de 2008

Sonido

Sem título Porque as misturas me aborrecem e no Verão sobra sempre mais um tempo, criei mais um espaço on line, desta vez para divulgar as capinhas dos discos que vou ouvindo e gostando, divulgando assim um pedaço da minha outra paixão, a música. Basta clicar na imagem para aceder ao Sonido.

publicado por rolandoa às 02:13

link do post | favorito
Domingo, 6 de Julho de 2008

Adoramos ser formais

mr-square-head-500 Vale a pena ler o post do Desidério Murcho no Rerum Natura sobre o formalismo no ensino. Por regra temos uma estúpida tendência a pressupor que para explicar um determinado fenómeno, como o insucesso educativo por exemplo, temos de ter estudos cuja profundidade é inalcançável ao comum mortal. Isto acontece precisamente porque temos impregnada a ideia do formalismo e essa mentalidade é a existente nas escolas portuguesas. O importante é atirar o programa para cima dos jovens estudantes e preencher grelhas e actas. Ler bons livros, estudar, argumentar teses com os colegas, etc. isso não é visto nas escolas como trabalho real, mas como algo de quem não tem nada para fazer na vida. Aliás as bibliotecas das escolas são lugares que servem para castigar os alunos mal comportados e expulsos das aulas, quando deveriam ser lugares animados. As próprias escolas olham para a biblioteca como a prisão, o lugar da punição severa para os infractores. Mas o maior desastre (e não, não estou a cair no dramatismo habitual dos velhos do Restelo) do formalismo é a falta de invenção e criação.

Rolando Almeida

Ver mais... )
publicado por rolandoa às 23:26

link do post | favorito
Sábado, 5 de Julho de 2008

Parabéns Ministério

marion_04 O Ministério da Educação está feliz com a sua propaganda do sucesso dos exames. Muita gente certamente estará feliz. E eu também. Afinal, acabou o problema do insucesso a matemática. Mas, raios, há uma conta que não me anda a soar nada bem! Durante estes anos todos ouvi dizer que o produto da educação só se faz sentir após uma ou duas gerações, que em educação não se conseguem resultados de um ano para o outro, que é necessário educar as crianças para mais tarde, no secundário, serem bons estudantes. Mas o Ministério consegue uma reviravolta em apenas dois anos. Há aqui contas que não se conjugam!!! Há dois anos atrás que notas andavam a tirar estes alunos? Para além disso, as classificações dos alunos melhoraram nos exames, mas se formos ver não melhoraram na frequência. Então os alunos só ficaram bons alunos para fazer exames? Que contas são estas? Ao menos podiam fazer propaganda mais inteligente. Afinal, é do Ministério da Educação que estamos a falar.

publicado por rolandoa às 10:30

link do post | favorito
Quinta-feira, 3 de Julho de 2008

E já agora...

31bvXCCI GL._SS500_ Pede-se a um editor que o traduza que está a um preço proibitivo (o mais barato cerca de 90€). Tem o prefácio de A. C. Grayling, filósofo de Oxford prestigiado e pouco falado em Portugal e editado por Michael Hand e Carrie Winstanley. Raramente falo aqui de livros que ainda não tenha ali nos meus móveis de cubos, mas creio que este deve ser daqueles que nos fazem muita, mas muita falta. É notável como os filósofos prestigiados se preocupam com o ensino da filosofia. Os nossos preocupam-se mais com o umbigo.

publicado por rolandoa às 20:41

link do post | favorito

Filosofia e religião no ensino

gse_multipart24046 Stephen Law publicou no seu blog o artigo que escreveu para a compilação, Philosophy In Schools (Continuum, 2008). Pode ler clicando na imagem.

publicado por rolandoa às 20:20

link do post | favorito

Psicofoda na web

Sem título Após a leitura do livro, Mindfucking (dei-me conta dele, AQUI) de Colin McGinn, era impossível deixar de lado o conceito sem lhe oferecer uma aplicação prática na nossa língua. Meti-me neste trabalho com mais dois colegas e o blog que lhe dá cobertura acaba de nascer, ao ritmo que se pode. Clicar na imagem para ver.

publicado por rolandoa às 11:13

link do post | favorito
Quarta-feira, 2 de Julho de 2008

Leituras na praia

cadeira-de-praia Não devo ser a melhor pessoa para sugerir leituras de verão, por uma razão especial: é que, em férias quase não leio nada, nem jornais. Se tiver a sorte de viajar (o que não é o caso infelizmente este verão) então alheio-me completamente do país, das leituras, da filosofia (bem desta não sei mesmo se me alheio assim tão completamente). No verão gosto mesmo de ser acompanhado de 1 ou 2 discos dos Flaming Lips, 10 T-shirts, uns calções e uns ténis daqueles que deixam entrar o ar (detesto sandálias). Leia ou não, faço-me acompanhar de livros e acabo sempre a comprar um ou dois por onde passo. Não sei se posso universalizar este meu espírito de verão, mas creio ser mais ou menos universal a ideia de que no verão, para aqueles que estão de férias, não pegamos na Crítica da Razão Pura, mas em coisas menos técnicas. Vou tentar fazer algumas recomendações de leituras menos sofisticadas para umas férias mais filosóficas. Não poderei escolher obras recentes porque, pura e simplesmente, os últimos meses não trouxeram nada de relevante a não ser a reedição pelos jornais Público e JN de obras clássicas da filosofia.

Rolando Almeida

Ver mais... )
publicado por rolandoa às 16:36

link do post | favorito

Rolando Almeida


pesquisar

 
Blog de divulgação da filosofia e do seu ensino no sistema de ensino português. O blog pretende constituir uma pequena introdução à filosofia e aos seus problemas, divulgando livros e iniciativas relacionadas com a filosofia e recorrendo a uma linguagem pouco técnica, simples e despretensiosa mas rigorosa.

Posts Recentes

NOVO ENDEREÇO: http://fil...

Nova religião digital

Problemas again

Escolha um título,...

A censura na nova religi&...

Filosofia na web – ...

Mais um “AQUI&rdquo...

Uma situaçã...

E?

Exigências para se ...

Arquivos

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Favoritos

Relação entre a filosofia...

Luta na filosofia ou redu...

A filosofia não é uma arm...

Argumentos dedutivos e nã...

16 de NOVEMBRO DE 2006, D...

PAGAR NA MESMA MOEDA

Um ponto de vista comum n...

DILEMA DE ÊUTIFRON

O que é a validade?

Nova Configuração no Blog

Sites Recomendados

hit counter
Clique aqui para entrar no grupo artedepensar
Clique para entrar no grupo artedepensar
Contacto via e-mail
AddThis Feed Button
RSS