Quinta-feira, 16 de Outubro de 2008

Raciocinar ou manipular?

820072096_2c0db6dde6 Um argumento é dedutivamente válido quando é impossível inferir da verdade das premissas a falsidade da conclusão. Acontece que podemos ter argumentos válidos com premissas falsas e conclusão falsa. A validade dedutiva diz respeito à forma do argumento e não ao seu conteúdo. Assim, se eu tiver o argumento:

 

Todos os ovos estrelados são toupeiras

A cadeira é ovo estrelado

Logo o cadeira é toupeira

Este argumento é bizarro, mas é dedutivamente válido. Como é que o sabemos? Se olharmos para a forma lógica do argumento. A forma lógica é:

Todos os A são B

C é A

Logo, C é B

Se olharmos bem para a forma do argumento a verdade das premissas garante a verdade da conclusão independentemente do que está no lugar das letras A, B e C. Mas existe uma diferença substancial entre os dois seguintes argumentos:

A:

Todos os ovos estrelados são toupeiras

A cadeira é ovo estrelado

Logo o cadeira é toupeira

B:

Todos os futebolistas são atletas

Ronaldo é futebolista

Logo, Ronaldo é atleta

Ambos os argumentos, A e B, tem a mesma forma lógica, pelo que ambos são válidos. Só que o argumento A tem premissas e conclusão falsas, ao passo que o argumento B tem premissas e conclusão verdadeiras. Como se estabelece esta diferença ou para que é que ela serve? Isto exige que respondamos à questão, para que serve argumentar? Argumentamos porque estamos interessados na verdade e porque queremos resolver problemas tentando chegar à verdade. Mas como é que chegamos à verdade com argumentos como o A? Resposta: não chegamos. A validade é uma condição necessária para um argumento ser um bom argumento, mas não é uma condição suficiente. É preciso que os argumentos persuadam racionalmente e não nos deixamos persuadir com falsidades. Um argumento válido em que todas as proposições nele envolvidas são verdadeiras chamamos argumento sólido. Será a solidez uma condição necessária para um argumento ser bom? Sim. E será suficiente? Depende do auditório. Podemos ter muitos argumentos sólidos que, ainda assim, não convencem. É necessário também que os argumentos sejam cogentes, isto é, que convençam racionalmente. Claro que em princípio um argumento sólido deve convencer, mas nem sempre é assim. Se assim é podemos sempre levantar uma questão: para quê tanta preocupação com a validade se um argumento pode ser válido, sólido e ainda assim não servir para grande coisa? Mais valia tentar convencer as pessoas de uma forma mais simples, sem estas complicações com a dedução. As coisas não são assim porque existe uma distinção fundamental entre persuasão racional e manipulação. Quando falamos de persuasão racional falamos de um interesse genuíno na verdade, ao passo que a manipulação se distingue da persuasão racional precisamente porque o interesse não é a verdade, mas um conjunto de interesses particulares que se considera a verdade. E se estamos realmente interessados na verdade, como acontece na filosofia, temos de nos preocupar com as nossas deduções.

Rolando Almeida

publicado por rolandoa às 21:30

link do post | favorito
2 comentários:
De Eu mesmo a 29 de Outubro de 2008 às 23:51
Olá Rolando,
É com agrado que descubro o teu blog e seus conteúdos.
Este a cerca do pensamento "lógico" está muito bom, tal como a maioria dos outros que já espreitei...
Bom trabalho, Continua,
Cumprimentos,
Zé do Boné

De rolandoa a 30 de Outubro de 2008 às 00:38
Viva,
Volta sempre.
abraço

Comentar post

Rolando Almeida


pesquisar

 
Blog de divulgação da filosofia e do seu ensino no sistema de ensino português. O blog pretende constituir uma pequena introdução à filosofia e aos seus problemas, divulgando livros e iniciativas relacionadas com a filosofia e recorrendo a uma linguagem pouco técnica, simples e despretensiosa mas rigorosa.

Posts Recentes

NOVO ENDEREÇO: http://fil...

Nova religião digital

Problemas again

Escolha um título,...

A censura na nova religi&...

Filosofia na web – ...

Mais um “AQUI&rdquo...

Uma situaçã...

E?

Exigências para se ...

Arquivos

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Favoritos

Relação entre a filosofia...

Luta na filosofia ou redu...

A filosofia não é uma arm...

Argumentos dedutivos e nã...

16 de NOVEMBRO DE 2006, D...

PAGAR NA MESMA MOEDA

Um ponto de vista comum n...

DILEMA DE ÊUTIFRON

O que é a validade?

Nova Configuração no Blog

Sites Recomendados

hit counter
Clique aqui para entrar no grupo artedepensar
Clique para entrar no grupo artedepensar
Contacto via e-mail
AddThis Feed Button
RSS